por convicta
andei por suas terras quentes
nadei pelos seus rios mais profundos
e vi esmeralda brilhando no fundo deste
em queda pelo seu abismo
segurar suas mãos com toda magnitude
e sentir a estranheza mais linda
que é voar sem ao menos ter o pungimento
para possuir suas asas

Nenhum comentário:

Postar um comentário